Over the hills and far away…

Estava ouvindo o Nightwish (não que eu seja fã de rocks e afins – mas andam me doutrinando por aí-  mais especificamente a música “Over the hills and far away “que por sinal foi escrita pelo Led Zeppelin (viu como a Wikipedia é legal, ninguém pode dizer que não andei pesquisando). (Abstraiam isso tudo pois o nome da música do Led Zeppelin é a mesma mas a letra não, obrigado por me corrigirem e novamente abstraiam…a original por sinal parece ter sido escrita pelo Gary Moore, mas enfim). Como eu ia dizendo estava ouvindo intermitentemente (não sei se esse termo existe) e achando a música muito boa, por sinal. Prestando mais atenção na letra comecei a achá-la deveras interessante. Novamente fui para internet e ao ler a letra na íntegra, senti uma onda de frio percorrer minha espinha: a história havia me chocado. Como faz muito tempo que não posto nada por aqui resolvi escrever. Estava levemente enferrujada, mas resolvi escrever. Imaginei a história acontecendo em um cenário com alguma neblina,  vales verdes, colinas, tudo isso teria alguma proximidade com o mar. Imaginei algum pequeno vilarejo da Inglaterra numa época distante, talvez o século XVIII (sei lá porque o século XVIII mas é o que me veio na cabeça. Logo abaixo a história:

Over the hills and far away she prays he will return one day...

A noite estava muito fria. A neve havia caído constantemente durante aquelas duas semanas. Uma cobertura branca depositava-se sobre quase tudo enquanto ele mantinha-se em frente à lareira. O rosto entre as mãos, os cabelos dourados sobre os olhos ainda estavam úmidos. Olhou pela janela. Mesmo um dia inteiro tendo passado, o cheiro dela ainda permanecia em seu corpo, entrelaçara-se em suas roupas e isso não o incomodava, pelo contrário, parecia inebriá-lo. Respirou profundamente: uma, duas, três vezes. “O que diabos eu fiz? Ela é a mulher do meu melhor amigo?” De repente: espanto. A porta de sua casa fora escancarada. Alguns homens da guarda local entraram e o que parecia ter a mais alta patente aproximou-se dele, não hesitando em atar suas mãos com pressa e sem muita delicadeza. Espantou-se, mas não opôs nenhuma resistência. Simplesmente baixou a cabeça enquanto era conduzido para fora de sua casa.

– Você está preso. Sua pistola foi achada na cena do crime: uma casa ao norte do vilarejo. Você está sendo acusado de roubo e assassinato, tudo isso na noite passada. – Ele baixou ainda mais a cabeça e suspirou. – Isso só pode ser brincadeira. – murmurou.

“Isso não pode estar acontecendo comigo, se eu contar… se eu ao menos tentar me defender…”.

– Sem um bom álibi você não terá nenhuma chance! – o homem da lei continuou enquanto ele era carregado pelos seus subordinados. Ele sabia que era inocente. Não podia provar. Na verdade, não queria provar. E assim foi dada a sentença, dez longos anos de cadeia. Chorou de raiva e tristeza fechando os punhos e buscando amparo no interior de sua alma. Sentado em sua cela, olhando através das barras o horizonte. Lembrando-se das colinas verdes que circundavam sua cidade natal e de seu navio. A brisa do mar e a mercadoria a ser entregue nos portos longínquos. Contava os dias e apertava contra o peito a carta que ela lhe havia escrito. Afinal fora por causa dela que ele estava ali. Aquela noite, quando o crime havia acontecido, ele estava em sua companhia. Se tentasse se justificar, tudo estaria acabado. Esperava pacientemente, tinha certeza que um dia ainda sentiria o maravilhoso sabor da liberdade. Sabia que um dia ele iria voltar. Além do horizonte, longe, além das colinas, além da cela de seu amado, ela chora olhando para a lua. Prostra-se ao chão e reza. Espera sua volta. Imaginando-o em seus braços. Lugar onde sempre deveria estar…

Bom, acho que era isso…pelo menos por enquanto… se alguém quiser ver o clipe e ouvir a música, veja logo abaixo.

By The Mahanarva Girl

Anúncios

3 comentários sobre “Over the hills and far away…

  1. Não confie cegamente em tudo que a wikipédia diz, palada!

    A do Led tem mesmo nome, mas é outra : http://www.youtube.com/watch?v=OlF5jNcJ83I

    (Gracias ao @uoleo, que fez a feliz observação).

    E me sinto muito feliz por ter colaborado em parte com esse interesse incipiente pelo mundo do rrrrrrock.

    Bjs!

  2. o/
    Com licença…
    Essa música aí é uma versão de uma música de Gary Moore.
    A do Led Zeppelin é outra, com uma letra consideravelmente menos mórbida.

  3. Problema não foi da wikipedia (ela estava certa) mas foi incapacidade cognitiva de quem estava lendo….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s