“Com um punhado de areia  eu mostrarei o terror a vocês…”

Morpheu Bem estou eu aqui de novo, a irmã da Ju Galak, para falar de ninguém mais do que o grande, obscuro e sexy (isso por minha conta) Senhor dos Sonhos. Quem ainda não ouviu falar de Sandman, personagem criado pelo grande Neil Gaiman em 1988 e que infelizmente teve seus quadrinhos não mais publicados no Brasil. Sandman conta a história de Sonho, governante do Sonhar, seu cotidiano e sua interação com humanos e com sua família ( muito cool por sinal) chamada de Perpétuos. O nosso herói tem um temperamento um tanto melancólico e obscuro, fugindo do tradicional capa espada, consegue ser tanto nobre como imediatista, muitas vezes irado e orgulhoso, o que lhe deixa um tanto encrencado, mas sempre responsável perante sua tarefa de Rei do Sonhar. Esse temperamento o leva muitas vezes a receber alguns puxões de orelha de sua irmã mais velha, a Morte (por que sempre elas tão no meio) pela qual tem uma profunda amizade e respeito. Apesar de ser um tanto obscuro, ele se esforça vigorosamente em compreender sua própria natureza e a dos outros perpétuos, isso pode ser por ter de conviver com a imaginação e os desejos reprimidos de todos os seres vivos que libertam suas mentes em seu reino.

Sonho e sua irmã.

Sonho é magro, esbelto e muito pálido, com seus cabelos negros arrepiados (qualquer semelhança com Robert Smith, vocalista do The Cure, não é mera coincidência) e sua aparência depressiva, bem atual poderia até ser EMO, já que sua irmã tem um visual gótico (mas falaremos dela em outro post). Em algumas histórias surge em outras formas, mas a mais comum é essa. Morpheu, como também é conhecido, contracena com algumas pessoas importantes ao longo de sua vida, como Willian Shakespeare, Julio César, Orpheu, entre outros. Sujeito de poucos amigos, além da sua adorada irmã mais velha, teve como amigo um humano (“Homens de Boa Sorte” – Sandman n° 14) o qual foi poupado de ser levado pela Morte tendo que em troca, de tempos em tempos se encontrar com Morpheu para um café (que meigo, imagina entrar no café do Porto e tá os dois lá botando conversa fora).

Da sua família podemos dizer que não é nada tradicional, são seres que não são deuses, que existem antes mesmo da humanidade e que existem porque simplesmente sabemos que existem, São chamados de Pérpetuos aqueles que quando o mundo acabar serão os últimos a sucumbir, então no final sua irmã Morte trancará a porta e levará a chave. São eles: Destino, o mais velho, carrega um livro acorrentado aos braços e é cego, mas sabe de tudo antes de todos. Morte, irmã mais querida de Morpheu, encarregada de levar as almas para o descanso eterno e também pela ordem entre vida e morte. Sonho, senhor do Sonhar onde os humanos passam 1/3 de sua vida em seus domínios. Destruição, o irmão pródigo, deixou a família a séculos e nem noticias envia, durante muito tempo falar seu nome era proibido. As gêmeas Desejo e Desespero, a primeira sempre aprontando com Sonho, o envolvendo em seus jogos de manipulação e a segunda seguindo os passos da irmã mas mais comedidamente, e por último e não menos importante Delírio, que já foi Deleite a muito tempo, nem ela lembra mais, tem uma aparência mais infantil e frágil, mas muitas vezes de grande compreensão e insight em seus delírios, possui um cão chamado Barrabás.”

Família cool
Família Cool

Falar de cada um levaria uma eternidade e teria que ser um post para cada, por isso deixo o assunto em aberto se quiserem mais solicitem, estarei a disposição.

Finalizando o universo de Sandman é assim, obscuro, tenso, cheio de enigmas, suspense e apaixonante, e com um final intrigante. Espero que gostem.

Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre o universo de Sandman:

http://www.sonhar.net/php/index.php

E sobre suas histórias, a editora Panini esta relançando-as encadernadas:

http://web.hotsitepanini.com.br/vertigo/series/sandman/


Sandman Edição Definitiva Vol.1
Preço: R$154,00
18,5 x 27,5 cm, Capa dura
616 páginas

Anúncios

2 comentários sobre ““Com um punhado de areia  eu mostrarei o terror a vocês…”

  1. EMO????

    EMO???
    Pô Morpheu, não trai o movimento, véi!

    Mas se o Morpheu parece o Robert Smith, o que dizer da Delírio que parece a Tori Amos e o John Constantine que parece o Sting?

    (John…ai ai…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s