BEDA #16 – Meta de leitura: Como Treinar seu Dragão

Olá pessoas, tudo bem?

Nas minhas aventuras hospitalares de repor toda a leitura em dia, me veio o desafio de maio: ler um livro infantil.

Aí eu apelei para os universitários sobrinhos e peguei, entre tantas opções, um livro que desde que assisti a versão animada tive curiosidade de ler: Como Treinar o Seu Dragão.

IMG_20160615_122739Segue a sinopse do Skoob:

“Soluço Spantosicus Strondus III foi um extraordinário herói viking. Chefe guerreiro, mestre no combate com espadas, era conhecido por todo o território viking como “O encantador de dragões”, devido ao poder que exercia sobre as terríveis feras. Mas nem sempre foi assim…
Neste livro estão as memórias da época em que Soluço era apenas um garoto normal. Muito normal. Nem um pouco heroico. Ele precisava desesperadamente capturar e treinar um dragão, e teria de ser o animal mais impressionante de todos. Mas tudo o que conseguiu foi uma criaturinha pequena e banguela, nada ameaçadora. Foi então que seu destino de herói começou a ser traçado.

Inteiramente ilustrado, com muita ação e o tipo de humor que arranca gargalhadas até dos mais carrancudos, Como treinar o seu dragão é o primeiro livro de uma série que é sucesso mundial, escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infantojuvenis.”

Bom, já dá para adiantar que: 1) tem muitas diferenças quando comparado com a adaptação animada; e 2) eu curti muito mais o livro 😀

E senta que lá vem o spoiler!

As ilustrações são muito divertidas e complementares à história, além de possuir um mapa ótimo (viu Dragões de Éter?). Alguns personagens mudam consideravelmente. Senti falta da Astrid, por exemplo. A mãe de Soluço está lá desde o início (ok, sei que a mãe dele aparece na continuação da animação. Mas não sei que mania esse povo tem de sumir com as mães nas histórias…). Um dos personagens que eu queria muito ter visto na animação, e que é importante no livro, o Perna-de-Peixe, o melhor amigo de Soluço. Atrapalhado mas muito bom de papo. E o avó  Velho Enrugado, muito  importante para o desenvolvimento de Soluço (por queeeee??? Por queeee não tem na animaçãããão?? Snif, snif)

Os dragões falam! E isso é sensacional! Principalmente pela personalidade de Banguela! Esqueça aquele dragãozinho fofo da animação, o Banguela do livro é um fanfarrão sarcástico  e cheio de si que só faz o que quer e deixa Soluço em maus lençóis com frequência. O dragão minúsculo e indisciplinado é fonte de chacota dos colegas de Soluço, e o chantageia pedindo piadas e charadas para obedecer aos comandos.

O mais engraçado é que o livro “Como Treinar seu Dragão”, da autoria do professor Tosco Traste, de fato existe e é citado no livro. Mas seu conteúdo é surpreendente  (ohohohohohoho).

Como Soluço é o único que compreende a língua dos dragões, ele acaba desempenhando um papel muito importante no destino de Berk. Devido à essa qualidade, Soluço protagoniza uma cena digna de Bilbo e Smaug em Erebor, ao encarar Morte Verde (um dos melhores momento do livro).

O livro é muito divertido, em especial as interações entre Soluço e Banguela, e recomendo a todos dispender uma tarde nessa leitura. 😉

Não se esqueçam: dragões nem sempre são egoístas. E jantares podem cantar.

Até amanhã!

13879406_1255831474428653_9070407378118947080_n

 

Anúncios

2 comentários sobre “BEDA #16 – Meta de leitura: Como Treinar seu Dragão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s