BEDA #9 – RPG em família

Olá pessoas, tudo bem?

Estava eu um dia desses bem feliz rindo de piadas envolvendo rpg na internet e mostrei para o sobrinho 01 e ele não entendeu a piada. Não preciso dizer a cara de tia deslocada que eu fiquei.

Aí me dei conta que era hora de tomar vergonha na cara e apresentar o bendito RPG (aquele, mais de mesa) para os sobrinhos. Para ao menos eles entenderem minhas piadas envolvendo D20 e rolar iniciativa.

Fui na casa da mãe e desencavei todas as Dragão Brasil, o Manual 3D&T e os suplementos de Tormenta que eu tinha e levei para os padawans conhecerem.

IMG_2015
Manual 3D&T mais velho que andar para frente e Dragão com a aventura “O Dado Selvagem”.

IMG_2016
Ferramentas auxiliares para contextualizar a gurizada.

“Ai mas agora o que eu faço com isso?”

“Agora tu lê, para conhecer as regras e aprender a jogar.”

“Mas tem que ler TUDO ISSO???”

Esqueci que eles são da geração online e não conseguem desgrudar do computador nem para ler um pouquinho. Te vira aí magrão, quer jogar então vai ter que estudar. Lição 1 do RPG: leitura.

“Vamos jogar agora!”

“Não dá para jogar agora. Tem que bolar a aventura. E eu tenho que estudar a aventura, sou eu quem vai narrar, tenho que saber o que vai acontecer. E tem que fazer as fichas de vocês, isso leva tempo.”

Lição 2 do RPG: paciência.  Somando os sobrinhos 01 e 02, mais o marido e a irmã, foram quatro fichas de personagem para fazer. E eles perceberam que não é tão simples como fazer um pedido no Starbucks. Não é só número. É quem tu é, quais as tuas motivações. Mesmo que tu seja um vendedor de paçoca que foi atacado por um vampiro e se tornou um caçador de vampiros e outros mortos vivos (diga-se de passagem, a história do 01). Aliás, nessas horas é que tu vê aquela criatividade escondida, que se reflete em histórias mirabolantes e desenho do personagem atrás da ficha, como o filho de nobres de Valkaria que teve a família assassinada e foi criado num orfanato porque quando atingisse a idade certa ia ser usado em experimentos por magos, fugiu e virou espião (a história do 02).

Para mestrar a primeira aventura dessa turma escolhi “O Dado Selvagem”, que foi publicada na edição 68 da Dragão Brasil (nem lembro que ano foi isso…hehe). A aventura se passa em Arton, numa cidadezinha próxima à Valkaria, envolve artefatos mágicos etc. etc. Então um elfo ranger, um caçador de vampiros, uma clériga de Nimb e um espião entram em uma taverna e…

Lição 3 do RPG: trabalho em equipe. É difícil fazer com que todo mundo resolva fazer a mesma coisa ou ir para o lado que está previsto, principalmente em um grupo iniciante (e que tem um menino de 12 e um de 9 anos). “Então o mascarado saiu cavalgando em direção à ponte…” “Tô nem aí!!”

Felizmente com o tempo o grupo se ajustou e passou a debater e decidir as ações juntos, o que é uma coisa linda de se ver, principalmente se tratando de uma aventura em família. O que gerou momentos hilários e alguns bordões engraçados como o “cuida da tua vida”, ou o 01  influenciar a mãe e o irmão a irem por um caminho onde acabaram caindo numa fossa.

Outra coisa muito interessante que testemunhei foi compaixão por kobolds; em vez de derrotar o “chefão”, vence-lo com diálogo; e sacrificar um bem precioso em prol dos amigos. Lição 4 do RPG: RPG não é só combate. RPG não se trata só de XP ganho por monstro abatido. É diversão e  botar os miolos para funcionar. Cada ação geram consequências posteriores e é aí que entra o roleplay. Nessa lição meu grupo de iniciantes tirou A. 😉 tumblr_lz68jfQHXd1r1g5kr.gif

Agora, de volta à taverna com os bolsos cheios de outro e aclamados como heróis pela população do vilarejo, o grupo é procurado por um cavaleiro que precisa de ajuda e sabe quem poderá auxilia-lo…

Até amanhã!

13879406_1255831474428653_9070407378118947080_n

Anúncios

14 comentários sobre “BEDA #9 – RPG em família

  1. Morri de rir aqui com o post! MELHOR POST!
    Não entendo de RPG (e sofro muito, acho uma grande falha na vida!), mas tenho duas primas um pouco mais novas e eu entendo demais a reação quando a gente trás uma coisa super legal e elaborada e elas querem resolver e fazer em 5 minutos. Se falar em preparação de alguma coisa parece que tá matando! hauhaua

  2. @Nicas
    Faz parte de lidar com a gurizada né? Mas eles precisam só de um tempinho e se adaptam rápido. Fico feliz que tenha gostado do post. 🙂 Obrigada pela visita!

  3. QUE LEGALLLL!!
    Eu sempre quis jogar RPG, mas nunca tive ninguém pra me ajudar a entrar nessa vida hahahaha eu brincava em listas de discussão na internet quando mais nova, mas só também.

    Adorei a sua iniciativa e parece que pessoal adorou também =D

  4. @Chell
    Bah, eu sempre fui aquelas crianças viajonas criando histórias, então rpg foi feito pra mim, hehehehe. Imagina minha felicidade de ter um grupo fixo para jogar com os bacurinhos. 😀

  5. hahahaha amei a tua inciativa, mesmo ela sendo um pouco frustrante né?
    Ainda não apresentei para os meus pequenos aqui, mas tentei colocar eles no mundo harry potter e não deu certo =/

  6. @Clayci
    Os piás aqui adoram Harry Potter, hehe. Mas o fandom a que eles pertencem mesmo é o do Star Wars 🙂

  7. Ju, que post MARAVILHOSO, estou encantada com você e sua família nesse momento lindo. rs
    Certeza que seus sobrinhos vão lembrar disso sempre. Me diz, agora que eles jogaram se empolgaram em ler mais? 😀

  8. @Ana Camina
    Ana, sabe que eles curtem ler? (até peguei o “Como treinar seu dragão” emprestado com eles). O que pega é o imediatismo, huahahauha. Mas deixa eles cultivarem a paciência e a alegria que passa 😛

  9. […] Se por um lado sinto saudades dos meus amigos de Ribeirão, por outro voltei a conviver com a minha família! Não perco mais aniversários e churrascos (nham), estou por perto sempre. Mesmo quem não mora na mesma cidade, está no máximo há 2 horas de viagem (uma senhora diferença, não é mesmo?). O que me permite principalmente voltar a acompanhar o crescimento dos sobrinhos (que crescem como abóboras, diga-se de passagem), ir a eventos de anime com eles, tomar a matéria de ciências  (seja pessoalmente ou via skype) e ter momentos no final de semana como o registrado abaixo. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s