Desafio Anime – Dia 1: Primeiro anime que assisti

Desde pequena eu tinha fascínio por animes. Ouvia minha irmã falar sobre Patrulha Estelar (Space Battleship Yamato), Capitão Harlock e ficava babando. Para piorar a situação, ela desenhava em estilo mangá e isso só fazia aumentar a minha curiosidade. Tinha que me contentar com umas imagens esparsas de Five Star Stories em umas revistas em inglês que eu não fazia a mínima idéia do que se tratava.

yamato_harlock_amaterasu

Pensem, estamos falando duma criança no final da década de 80/início dos anos 90, recém alfabetizada. E o acesso à informação, como faz? (meus sobrinhos não fazem idéia do paraíso em que vivem atualmente).

Bom, com isso não tinha nenhum anime para chamar de meu, o que me deixava bem triste. Em meados de 1994 (eu tinha 8 anos) minha irmã chega da faculdade (sim, ela estava no segundo ano da faculdade e eu no segundo ano do ensino fundamental, hauhauha) e diz: “Ju, estreou um anime na TV Manchete! É muito legal! Tu tem que ver. Tem a ver com mitologia grega, tu vai gostar”.

Somou a minha curiosidade infinita sobre animes com meu amor por mitologia grega (desde que a Ale me deu um volume dos Doze Trabalhos de Hércules da Turma da Mônica e eu em vez de prestar atenção na história decorei a descrição do Panteão Grego e só queria saber de mais e mais e mais livros sobre mitologia, que ela trazia da biblioteca da universidade).

Culpa disso aqui.
Culpa disso aqui.

Não preciso dizer que eu fiquei alucinada com a notícia e também não preciso dizer que anime era, néam?

(ai Manchete, obrigada por existir)
(ai Manchete, obrigada por ter existido)

Bom, ela me falou isso quando chegou da aula, à noite. No outro dia (ela já tinha ido pra aula de novo) eu acordei, nem escovei os dentes e pulei na frente da tv.

Estava rolando um tal de Torneio Galáctico e a batalha era Seiya de Pegasus contra Shiryu de Dragão (e eu com aquela cara de WTF, misturada com “putz, peguei a história no meio e não vou entender lhufas”).

Dez minutos depois….

seiya-x-shiryu1

-Seiya, seu filho da mãe, se tu errar esse meteoro no punho do dragão eu te mato!! Não deixa o Shiryu morreeeeeer!! Vocês já estão com as armaduras destruídas…

Enfim, fui fisgada pela bagaça. Não perdia nenhum episódio. Gravava em VHS quando a minha irmã estava na aula e assistia de novo com ela. Comecei a desenhar. Não sei se naquela época nossos pais não eram tão cismados quanto ao teor de violência nos desenhos animados, mas foi naquela época que assisti as cenas mais brutais e sem noção da vida como:

  • Shiryu se esvaziando de sangue para recuperar as armaduras de Pegasus e Dragão (e sim, minhas primeiras impressões sobre o Mu foram MEDO);
Assim, só para dar uma animada no percurso.
Assim, só para dar uma animada no percurso.
  • Ikky atingindo (arrancando!? massageando?!) o coração do Hyoga. Depois vem com desculpinha de crucifixo salvador, tá bom, aham.
Ozamigue tudo se matando.
Ozamigue tudo se matando.
  • Quase todos os efeitos muito loucos do golpe fantasma de Fênix (se bem que aquele Satã Imperial era tenso também);
Toda vez que acontecia isso com um personagem, coisa boa não vinha...
Toda vez que acontecia isso com um personagem, coisa boa não vinha…
  • Todas as 859 vezes em que o Shiryu se cegou;
  • Todas as 937 vezes em que o HyogÉdipo chorou pela mãe morta no gelo;
  • A casa de Câncer. TENSA.
Não, isso não é uma visão agradável num desenho para crianças (mas a gente assistiu e sobreviveu mesmo assim).
Não, isso não é uma visão agradável num desenho para crianças (mas a gente assistiu e sobreviveu mesmo assim).

Entre outras coisas….

Passei por um dos maiores sofrimentos da vida que foi esperar a conclusão da luta da casa de Leão (um exercício de paciência). Assistindo Cavaleiros do Zodíaco eu ri, chorei, torci, fiquei com raiva, descobri que o sistema das amazonas no santuário é uma das coisas mais bisonhas da face da terra (máscara sem noção), achei a Saori uma chata, o Seiya um saco, o Shiryu e o Hyoga gatos, o Ikki soda pra baralho, e ficava brava com todo mundo que chamasse o Shun de viado.

Sem sombra de dúvidas Saint Seiya foi o anime que marcou a minha infância (e a de muita gente) e que me faz gostar e assistir animes até hoje (inclusive o Lost Canvas e o Soul of Gold, mas isso é assunto para outro dia).

E vocês, qual o primeiro anime que assistiram?

Anúncios

5 comentários sobre “Desafio Anime – Dia 1: Primeiro anime que assisti

  1. Nostalgia total. Meu primeiro e preferido até hoje tb é Cavaleiros do Zodiaco. Vontade de assistir tudo de novo.

  2. Hehe…bom, tu sabe né? Eu inventei de assistir a Saga de Hades e o Lost Canvas duma tacada só esse ano. Quem sabe eu me pilho de assistir tudo do início também? 😛

  3. Depois dos Cavaleiros, veio uma enxurrada de animes, né? (para noooossa alegria). Sailor Moon mora no meu coração, mas confesso que gostei muito mais do mangá (que li agora depois de véia). 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s