TAG: Vida de Gateira

TAG-VIDA-DE-GATEIRA

Olás!

Gente, nunca respondi uma tag na vida (é que eu ainda não manjo dos paranauês, huahauhaha), mas quando vi a TAG: Vida de Gateira do blog da Rê, o Mulher Vitrola, vi que era uma excelente oportunidade para começar 😉

Tanto a Ale (Ale Galak), como a Andressa (Mahanarva Girl) e eu gostamos muito de gatos. Atualmente, só a Ale não tem (embora todos os gatos que tive contato na infância, na verdade eram dela). E a Andressa? Bom, a Andressa tem gatos, cachorros, papagaios, periquitos…

Mas vamos às respostas:

1) Quantos gatinhos você tem?

Tenho dois gatinhos  (mas confesso que queria ter mais).

2) Qual nome dele (a)? Quais apelidos?

Espeto e Farofa. Hahahaha, os nomes já são quase apelidos. O Espeto ganhou esse nome porque era muito magrelo. A Farofa ganhou esse nome por causa da pelagem (sério, foi a primeira coisa que veio na cabeça quando peguei ela no colo). Mas a gente costuma chamar o Espeto de Espetossauro e ˜Espetão, o mestre dos disfarces˜. Já a Farofa é a nossa querida Linguiçuda (devido à razões geodésicas).

Só os fortes espectadores de
Só os fortes espectadores de “O irmão do Jorel” entenderão.

3) Qual a idade do seu gatinho?

O Espeto está com 1 ano e 8 meses. A Farofa é bem pouquinho mais nova, 1 ano e 5 meses.

4) Como ele (a) chegou até você?

O Espeto literalmente veio até mim. Eu estava na USP indo para o laboratório e ele veio correndo na minha direção.

Assim. Exatamente assim.
Assim. Exatamente assim.

Aí ele pulou no meu colo e fiz bastante carinho. Só que eu precisava ir para o laboratório. Ele ficou me esperando na porta o tempo todo. Aí fui atrás do marido no outro laboratório falar sobre o gato (e ele me seguindo). Entrei no outro laboratório e o Espeto ficou esperando na porta de novo. Estávamos num dilema: queríamos muito um gatinho, mas nosso prédio não permitia ter animais. Começamos a alimentá-lo todos os dias na universidade, e ele sempre procurando a gente.

Moral da história: em uma semana nos mudamos para poder ficar com o Espeto.

Já a Farofa nós adotamos em uma feirinha de adoção, um mês depois. O Espeto estava muito sozinho durante o dia. Aí resolvemos que ter um irmãozinho seria legal. Fomos na feirinha de adoção e encontramos a Farofa, que recém tinha 1 mês e foi encontrada abandonada na rua. Foi amor ao primeiro colo. Ela aninhou a cabeça no meu ombro, começou a ronronar e pegou no sono.

5) Vocês tem fotos dele(a) bebê/antigas?

Sim, muitas. Zilhões. Na verdade a conta do Instagram é deles. Só tem meu nome porque um humano precisava fazer.

bebesgatos

6) Como é a personalidade do seu gatinho(a)?

O Espeto é daqueles grudeeeeeeeentos, sabe? Mãe, você me ama? Pai, você me ama? Mãe, teu colo é meu, teu computador é meu, teu travesseiro é meu e todos os teus elásticos de cabelo são meus também. É daqueles que pula no colo espontaneamente e AMA receber coçadinhas. Esse amor todo se estende à Farofa também, a qual ele lambe com frequência (mesmo que ela não queira). Às vezes ele é meio sem noção com ela. O Espeto é extremamente ativo e gosta de correr, pular e escalar coisas como um alucinado dentro de casa. Felizmente a coordenação dele é boa (não puxou à minha) e ele não quebra nada. Te chama para brincar junto, com patadinhas na perna. Lugar preferido para dormir: no meu travesseiro, em volta da minha cabeça.

Já a Farofa é metida a durona, independente. Fica furiosa quando o Espeto invade o espaço dela. Vai embora sem olhar pra trás e deixa o Espeto com cara de “gato que caiu da mudança”miando baixinho, chamando por ela. A Farofa NUNCA aceita colo: o tempo recorde no colo é meu, 7 segundos, o que faz com que eu a chame de “Boi Bandido”. Ela no máximo vai sentar no sofá e se encostar em ti, quando ela quiser. No entanto, quando ela quer… tu tem que parar a vida para dar coçadinhas na barriga, acompanhar até o pote de ração… Se não for atendida, ela mia com estridência na sua cara (e na minha, na do marido, na do Espeto). E enquanto o Espeto corre faceiro pela casa, ela permanece deitada com as patas cruzadas e olhar de desdém. Lugar preferido para dormir: em cima de mim ou do marido (ou dos dois) nos imobilizando, nos deixando sem cobertas e com formigamentos. Nome do golpe: Farofa no Jutsu

7) Ele (a) gosta de brinquedinhos? Se sim, quais?

Eles gostam muito de brinquedinhos, e tem vários. Mas os preferidos são uns ratinhos de pelúcia, pequenininhos, que eles enlouquecem correndo pela casa. Outros brinquedos que gostam muito são a barraca, e a bacia (sim, meus gatos gostam de brincar e dormir dentro de uma bacia).

brinquedos

8) Qual tipo de carinho que ele (a) mais gosta?

O Espeto gosta de coçadinha na cabeça. Se coçar a barriga ele te mordisca. A Farofa gosta de coçadinha na barriga. Se coçar a cabeça ela levanta e vai embora. Nenhum dos dois gosta que toquem nas patas traseiras.

9) O que ele mais gosta de comer? Qual marca de ração/molhinho você costuma dar?

O Espeto é mais seletivo, a Farofa é uma draga. Atualmente a gente dá a Royal Canin Fit para eles, mas vamos testar a Cat Premium (também da Royal Canin) essa semana. Gostamos de dar sachês para eles nos finais de semana. Eles gostam da Feline Instictive (Royal Canin) e a Trésor de frango.

racoes

10) Como é a caixinha de areia do seu gatinho (a)? Você usa areia, sílica, receita alternativa?

Usamos duas caixinhas higiênicas padrão, com areia higiênica para gatos do Carrefour (a sem perfume). Ela é uma areia bem grossa e os gatos se adaptaram bem à ela, além de render bastante.

11) Que recado você daria para as pessoas que não tem gatinhos, ou tem preconceito com gatos?

A maioria das pessoas que eu conheço e dizem que não gostam de gatos, argumentam que eles são “traiçoeiros”, “são da casa e não do dono”, entre outras coisas que acabam se popularizando. Aí chegam aqui em casa e dizem: “Nossa! Seu gato é sociável e amoroso, PARECE UM CACHORRO”.

Não gente, ele simplesmente parece um bicho que é amado. Os gatinhos são sociáveis e amorosos por natureza desde que tu também dê amor para eles. Dêem essa oportunidade para os gatinhos 😀

E aí, gostaram? Respondam a TAG: Vida de Gateira vocês também 😉

Anúncios

3 comentários sobre “TAG: Vida de Gateira

  1. Filha és um belo exemplo de como cuidar dos bichanos com muito carinho e amor. Este exemplo é o espelho da tua personalidade. Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s