Meu Cabelo Colorido (ou retrospectiva capilar)

Bom dia, pessouas! Tudo bem?

Estava meio sem idéias para escrever,então resolvi fazer um post capilar.

Não lembro se já comentei por aqui, mas pinto o cabelo desde os 15 anos. Meu sonho era ter um cabelo vermelhão, aí inventei de passar um vermelho 4.66 no cabelo castanho escuro e adivinha…não fez nem cócegas, ahahaha.

Mas aí o tempo foi passando, fui trocando as tintas (partindo para uns 6646, 7744 da vida) e alcancei um vermelho bem legal. E assim meu cabelo ficou por, sei lá, uns 10 anos(?!) ou mais. Nesse tempo usei Koleston, Nutrisse, Cor&Ton, Amend, Acquaflora, Altamoda, Majicontrast e o que mais vocês imaginarem 😛 Abaixo tem alguns exemplos:

Da esquerda para a direita: Koleston 6646, Koleston Espuma 6646 +7744 (que escureceu pra caramba), Koleston 6646 + Amend 0.6, Koleston 5546 com Keraton Hard Color Insane Pink nas pontas.
Da esquerda para a direita: Koleston 6646, Koleston Espuma 6646 +7744 (que escureceu pra caramba), Color Intensy Amend 6646 + Amend 0.6, Koleston 5546 com Keraton Hard Color Insane Pink nas pontas.

Aí um belo dia rolou uma curiosidade: por que só vermelho? Por que não outras cores?

E aí começou minha incursão nas cores fantasia (muahahuahuahua).

Eu estava com o cabelo pintado de um vermelho mais fechado (o 5546 da Koleston) e descolori as pontas para passar rosa (Keraton Hard Colors cor Insane Pink).

Mas fica a advertência: crianças, não façam isso em casa. As pontas do meu cabelo tinham ANOS de acúmulo de pigmento vermelho e eu descolori por cima, sem tratamento nem nada. Podia ter derretido (hauhauha), mas “só” ficou poroso.  De qualquer forma, mais para frente, tive que cortar as pontas.

Bom, não ficou aqueeeeele contraste entre o vermelho escuro e o rosa (até porque a descoloração das pontas não ficou muito clara). Aí pensei: porque não descolorir o cabelo todo?

Ai fiz a coisa bonitinha: antes de descolorir o cabelo, passei Dekap Color (que é um produto específico para a remoção dos pigmentos de tinta no cabelo, ele não clareia o cabelo virgem). Depois de várias aplicações de Dekap, finalmente fiz a descoloração (e dá para ver pela foto abaixo que o Dekap funcionou para valer no cabelo). Após a descoloração, eu passei Sweet Cherry (da Candy Color) no cabelo todo. E aí ficou uma coisa fluorescente, heuaheuaheuhae. Pior que eu não sei o que deu com essa Sweet Cherry, reapliquei depois e continuou essa zuêra aí.

Da esqueda para a direita: Koleston 5546 e as pontas descoloridas com Keraton Hard Color Insane Pink; cabelo depois de quatro aplicações de 30 minutos de Dekap Color; e finalmente cabelo após descoloração com Candy Color Sweet Cherry. Expectativa: vermelho fantasia. Realidade: caneta marca-texto, huahauhauahua.
Da esquerda para a direita: Koleston 5546 e pontas descoloridas com Keraton Hard Color Insane Pink; cabelo depois de quatro aplicações de 30 minutos de Dekap Color; e finalmente cabelo após descoloração com Candy Color Sweet Cherry. Expectativa: vermelho fantasia. Realidade: ALOKA da caneta marca-texto.

Depois comecei a passar a Urban Purple (Keraton Hard Colors) na metade superior do cabelo, e embaixo a Sweet Grape (Candy Color). A Urban Purple deu uma fechada considerável naquele tom marca texto da Sweet Cherry, mas ainda assim ficou um vermelho fantasia. Mas dai essa coisa de ficar retocando O CABELO TODO com frequência começou a dar um trampo daqueles e eu voltei para os vermelhos de tinta tradicional, mais fechados.

Um belo dia pensei de novo: por que só vermelho??

Deu saudade do meu cabelo de verdade, hehe. Mas e aí, o que fazer? Bom, queria deixar o cabelo natural crescer, mas também queria um pouquinho de cor. Aí fiz o seguinte: na metade superior do cabelo passei tinta preta (Koleston 2.0), na metade inferior passei Dekap Color infinitas vezes  (brinks, mas foram muitas vezes mesmo) até o vermelho virar um laranja-claro-ferrugem-sei-la-o-que, e depois de hidratar bonitinho, fiz uma descoloração (que ficou amarelo claro). Tcharã! Uma tela prontinha para colocar a cor que quiser.

A partir daí já pintei a parte de baixo com Ultra Violet (Keraton Hard Colors), Diesel Green (Keraton Hard Colors), Lucky Green (Candy Color), Blueberry (Candy Color) – uma das minhas preferidas, Ice Green (Altamoda-Creative Crazy Colors) – outra que eu amei, Panty Rose (Keraton Hard Colors) e Dark Violet (Altamoda-Creative Crazy Colors).

Infelizmente não tenho foto de todas (especialmente do Ice Green que é assim, amor eterno, amor verdadeiro 😛 e a Panty Rose, que ficou um rosa chiclete Nymphadora Tonks).

Da esquerda para direita. Em cima: Urban Purple (Keraton Hard Colors) com uma pontinha da Sweet Grape (Candy Color) na nuca; cabelo tingido de preto na parte de cima e com a nuca pós umas 8 ou 10 aplicações de Dekap Color; Diesel Green (Keraton Hard Colors) bem desbotado. Embaixo: Ultra Violet (Keraton Hard Colors), Blueberry (Candy Color) e Dark Violet (Alta Moda - Creative Crazy Colors).
Da esquerda para direita. Em cima: Urban Purple (Keraton Hard Colors) com uma pontinha da Sweet Grape (Candy Color) na nuca; cabelo tingido de preto na parte de cima e com a nuca pós umas 8 ou 10 aplicações de Dekap Color; Diesel Green (Keraton Hard Colors) bem desbotado. Embaixo: Ultra Violet (Keraton Hard Colors), Blueberry (Candy Color) e Dark Violet (Alta Moda – Creative Crazy Colors).

A parte bacana de ter pintado só a parte de baixo do cabelo é:

1 – Fica discreto: Se estou de cabelo solto, quase não dá para perceber que uma parte do cabelo é colorida, então não enjoa (como acabei enjoando do vermelho muito aberto, por exemplo);

2- A manutenção: tinta fantasia desbota? Desbota sim, e desbota pra caramba! Mas tem algumas que desbotam para uns tons bem bonitos, então não tem aquela pressa de retocar (sem o drama da ˜água de salsicha”do vermelho). Outra coisa é que como só a parte de baixo é descolorida, se passar um tempinho a mais sem descolorir a raiz, não fica tão evidente.

3- Poder trocar de cor com frequência: pintou de verde. Cansou? Passa roxo. Quer mudar? Passa rosa. E assim sucessivamente sem o cabelo virar uma tranqueira, já que o tonalizante não danifica o cabelo 😀

Bom, essa é minha experiência com cores fantasia. E vocês? Já usaram? Tem vontade/curiosidade de usar?

Anúncios

Um comentário sobre “Meu Cabelo Colorido (ou retrospectiva capilar)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s