Broadchurch

Esses dias eu falei que estava sentindo saudades do David Tennant (sim, David Tennant mora no meu coraçãozinho) por causa do Doctor Who etc etc e comecei a assistir uma série nova para matar as saudades (e esperar a oitava temporada ansiosamente como espero o lançamento de “Os Ventos do Inverno”, mas…ah ok ).

Eis a série: Broadchurch!

Broadchurch - toda a galere.
Broadchurch – toda a galere.

Broadchurch é o nome da cidadezinha litorânea do interior da Inglaterra na qual se passa a história. Que basicamente, trata-se da investigação de um assassinato que chocou a todos. Lembram de alguma coisa?

twin-peaks-logo
Psicodelia do David Lynch à vista…

Certo, talvez os mais novinhos não lembrem (aliás é um milagre eu lembrar, aheuaheuaheu) mas imediatamente me lembrei de Twin Peaks e o chocante assassinato de Laura Palmer, estudante perfeitinha modelo da cidadezinha do interior (só que não).

Não Laura, tu não é a bola da vez...
Não Laura, tu não é a bola da vez…

Entretanto, em Broadchurch a vítima é uma criança (o que torna a coisa bem mais complicada… QUEM mata uma criança? E por quê?).

Obviamente o crime causou uma total reviravolta não só na vida da família, mas de todos os habitantes de Broadchurch, a começar pela detetive sargento responsável pelo caso, Ellie Miller (Olivia Colman) que conhecia pessoalmente a vítima, Danny Latimer, colega de escola e amigo de seu filho.

Ellie está voltando das férias quando descobre que chegou outro detetive na cidade, Alec Hardy (David Tennant).  Mais experiente, amargo e sem o menor jeito com as pessoas, Hardy é o chefe que Ellie (e nós) adoramos achar insuportável. Com o passar dos episódios entendemos os motivos de Hardy, e que ele simplesmente não caiu de para-quedas em Broadchurch como auto-flagelação.

Hardy sendo bem humorado.
Hardy sendo bem humorado.

Quando comecei a assistir pensei “poxa, uma temporada inteira em torno de um único assassinato?”. Pois bem, a questão é que toda a trama é muito bem conduzida. A introdução aos problemas da família Latimer, assim como dos demais personagens residentes da cidade (como o reverendo Paul Coates, interpretado pelo Rory Arthur Darvill, e o chefe dos escoteiros Jack Marshall, interpretado pelo Sr. Filch David Bradley) , e mesmo dos segredos da vida do sisudo detetive Alec Hardy. Fica a mensagem: de perto ninguém é normal. E com o passar dos episódios tu passa a ficar desconfiado de todos.

Dr.House adverte.
Dr.House adverte.

A série toda tem um clima pesado e desesperançoso, e tu fica realmente se perguntando se de fato existe alguém realmente feliz naquela cidade. A interpretação do David Tennant como o rabugento Alec Hardy é impecável, assim como a de Olivia Colman, que faz com que tenhamos empatia pela “Miller” (e querer estrangular o Hardy em certos momentos).

O final, desnecessário dizer, é surpreendente. Não consegui sossegar até assistir o último episódio.

E apesar da identidade d@ assassin@ ter sido revelada, Broadchurch foi renovada. Pelo jeito tem muitas coisas ainda a serem explicadas e exploradas (e novamente, minha vigília começa…).

wantyounightswatchblack_fullpic

ps: além da renovação, a série vai ter um remake americano, chamado Gracepoint, também estrelado pelo David Tennant. Agora me diz, pra quê meldels, a série já é em inglês (pelo menos teremos a oportunidade de ver o scottish boy falando com sotaque ianque 😛 )

J.G.

Anúncios

Um comentário sobre “Broadchurch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s